Comunicado Importante

Agradecemos a todos que nos visitam e solicitam os links, mas o Google fudeu conosco e retirou todos os links. O blog está desativado por tempo indeterminado, nos desculpem pelo inconveniente. Procurem o material desejado nos nossos parceiros.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Os Cabeloduro.
Guará, Distrito Federal, Brasil.
Estilo/Gênero: Punk, Hardcore.




Saudações, mortais.
(esse post atende ao pedido do crass)
Formada em 89 po Daniel ,Helio Gazu, Hamilton Pernão e Beto Podrinho, os Cabeloduro apresentam um punk rock/hardcore politizado e contestador, criticando as elites, as formas de governo, as relações sociais e o que mais passar pela frente. Em 93 Ralph entra no lugar de Pernão e a formação se estabelece para a primeiro registro. O "#1EP" data de, possivelmente, 96. Ele foi responsável por impulsionar a banda nacionalmente, além de apontar que a gravação de um cd próprio deveria ser o próximo passo a ser dado. Em 95 eles lançam em Portugal o EP “Vozes da Raiva” e participam da coletânea “Um Xute na Oreia”, também distribuídos pelo restante da Europa. Em 96 finalmente sai "Com todo amor e carinho", primeiro álbum da banda, através do selo independente RVC Music. A mesma urgência das primeiras composições, você encontra nesse disco. Rápido, agressivo, direto - não me canso de dizer que é assim que todo bom hardcore tem que ser. As letras em português ajudam a ganhar o público. A banda se apresenta por várias cidades, de vários estados do Brasil, divulga o disco em revistas, naquela TVzinha de clips e as repercussões são super positivas (o disco chega a ser considerado um dos melhores de todos os tempos na linha Punk Rock no Brasil e está entre os dez melhores da década de noventa em Brasília). Reconhecimento conquistado, a banda parte rumo a outros horizontes: participa de várias coletâneas com bandas nacionais e estrangeiras e prepara material para um segundo álbum mas, e sempre tem um mas, alguma coisa acontece e Podrinho resolve deixar a banda. Talvez esse tenha sido o motivo de haver um intervalo tão grande entre o primeiro e o segundo álbum. Pro seu lugar, a banda convoca Marcelo e, com ele, grava "Tudo que a gente tem", lançado em julho de 2004. Como se trata de vocal, quem ouvir os discos vai sentir uma diferença, mas musicalmente o som permaneceu intacto, com a mesma postura e a mesma intenção: abordar a realidade de acordo com os pontos de vista da banda. Não encontrei mais informações sobre a banda desde então, mas você deve ficar atento ao espaço dos caras pra qualquer novidade. Aliás, se você puder - e quiser, é claro - sugerimos que você se cadastre nessa página da banda e faça o download dos discos disponibilizados gratuitamente por lá. Assim você estará contribuindo diretamente com a banda e com a cena independente. Se não der - ou não quiser - pode baixar clicando no título dessa postagem. Num único arquivo você baixará o ep mais os dois discos. Mas não deixe de apoiar a banda comprando seus materiais e indo às suas apresentações sempre que possível, afinal, o underground é você!.

"Almas atormentadas, tremei!"

2 comentários inúteis:

Rodrigo disse...

Acho que essa banda não é isso tudo não,digamos que ela não é ruim,mas também não é assim uma 'Brastemp',eu tenho o álbum 'Com todo amor e carinho',e acho ele meio irregular,tem músicas muito boas(clássicas até)mas em descompensação tem umas fraquinhas,até mesmo constrangedoras,de tão simplórias e infantis,mas punk/hc tem que ser simplório ás vezes,se quiser algo mais elaborado que vá ouvir Rush,ou qualquer outra porcaria progressiva(cruz credo!)

Hellraiser disse...

Saudações, Rodrigo.
Acho que você tem razão quando diz que é meio irregular. Além disso, pra mim, não é só o álbum que define uma boa banda de punk rock, e sim toda sua história, seu trajeto até chegar àquele álbum e o que resta da banda após o(s) álbum(s). Não adianta uma banda ter um álbum excelente mas não atuar como punks "na vida real". Não adianta atuarem como punks, ter um álbum excelente e, depois de gravarem, assumirem uma postura de "rockstars" (pode ver que é sempre depois de um álbum bem considerado que surgem os problemas na maioria das bandas). Mas na média, como você mesmo disse, os Cabeloduro garantiram um bom barulho com seus materiais.
Obrigado por seu comentário e até mais.

 

blogger templates | Make Money Online