Comunicado Importante

Agradecemos a todos que nos visitam e solicitam os links, mas o Google fudeu conosco e retirou todos os links. O blog está desativado por tempo indeterminado, nos desculpem pelo inconveniente. Procurem o material desejado nos nossos parceiros.

terça-feira, 8 de abril de 2008

MC5 - Kick Out the Jams (1969)



Motor City 5

Detroit, Michigan

Estilo/Gênero: Pré-punk







O MC5, ou Motor City 5 em referência a sua cidade de origem, ajudou a trazer aquela energia insana e inconseqüente do Punk levando a revolução do uso das guitarras a um novo patamar. Fãs de Chuck Berry e Dick Dale na adolescência, se desenvolveram musicalmente sempre inclinando-se a tudo que se referia a irreverência e rebeldia no contexto do Blues. A formação é resultado da fusão das cinzas de dois grupos o Smith's Vibratones e o Kramer's Bounty Hunters, como ambas as bandas sofreram com a perda de membros devido a trabalho e estudo, os remanescentes resolveram se unir para continuar com o seu objetivo e compartilhar as semelhanças musicais e ideológicas, enfim, sobrou apenas a nata do que podemos chamar da nata do proto-underground de Michigan. Além do blues, cada um dos integrantes trouxe algumas influências como o Soul (vindo do vocalista Rob Tyner) e o Jazz de improviso (vindo dos guitarristas Fred "Sonic" Smith e Wayne Kramer). A irreverência política vem da filiação de membros com o grupo White Panthers (Que apesar de ser uma referência ao grupo de defesa da igualdade entre raças Black Panthers, não tinha idéias antagônicas, muito pelo contrário, o White Panthers é o braço políticos em que os brancos que defendiam a causa negra se uniam) e dos ideais de esquerda que predominava entre os integrantes e aqueles que os apoiavam.

O grupo é famoso pelos discursos insuflados e improvisados do Rob, que praticamente chamavam a multidão para a guerra contra a opressão e desigualdade fútil que reinava nos anos 60 e 70 (apesar de ainda reinar com uma face diferente). Em um dos discursos, ele afirmava: ''Já vi muitos músicos que vieram das ruas, ganhar dinheiro e fugir dela para freqüentar a ''alta-sociedade'', mas querem saber? ISSO É A ALTA SOCIEDADE!'' e os riffs descomunalmente distorcidas para a época entravam, fazendo a corja ir a loucura total!.

Também são famosos as apresentações em que eles trajavam as vestes de guerrilheiros dos Black Panthers e em que o Rob Tyler simulava que foi baleado por um ''sniper'' da oposição. Enfim, era a fagulha necessária para incendiar o barril de pólvora que a música viria a se tornar, carregada de energia e idéias revolucionárias muito bem representadas por muitos punks que estavam por vir! KICK OUT THE JAMS, MOTHERFUCKER!!!!

3 comentários inúteis:

Joe Unabomber disse...

Dispensa todo e qualquer comentário!Mais uma grata surpreza made in Brabera!!!!Outro desses e eu peço pra voltar pro sanatório!E ainda não sei como não trombei vocês lá,na minha estadia em tão saudavel ambiente.Troquei meus cloridratos de fluoxetina por Brabera,e acabei descobrindo que essa porra vicia também!!!!!

E como diria Dostoiévski:
Força Sempre ,Brabera!!!!!!!!!

BlackHammet []Tumullus[] disse...

hahaahhahah Esse Joe cada dia melhor ! Força Joe!

Ruptured disse...

Ministério da Saúde não passa por essas banda, logo, ninguém sabe dos males que o uso contínuo do Brabera pode proporcionar...Live Fast Die Young Babe!

 

blogger templates | Make Money Online